• Início
  • Dicas
  • Intestino: entenda como o seu 2º cérebro influencia no humor
Dicas

Intestino: entenda como o seu 2º cérebro influencia no humor

Entenda como o funcionamento do intestino influencia no seu peso e humor.

Fernanda Uliana Nutricionista – CRN3: 29092

Intestino: entenda como o seu 2º cérebro influencia no humor

     Você sabia que temos uma ligação direta do intestino com o cérebro? Isso ocorre através de terminações nervosas que ligam esses dois órgãos, além de hormônios e substâncias produzidas pela microbiota intestinal - microorganismos que vivem no intestino -, que têm ação direta no nosso cérebro. Essa ligação é tão forte que apelidamos o intestino de 2º cérebro.

Como é uma relação de duas vias, quando um não está bem, o outro pode ser afetado. Por exemplo: quando temos um estresse físico ou psicológico, este pode  afetar o funcionamento intestinal.

Quem nunca teve ou conhece alguém que apresentou  um “desarranjo intestinal” após passar por um momento agudo de estresse? Sintomas gastrointestinais como constipação, diarreia, dor abdominal são alguns  sintomas que podem estar associados a condições como estresse, depressão, enquanto o desequilíbrio da microbiota intestinal foi descrito em doenças como autismo, doença de Alzheimer e até mal de Parkinson.

 O tipo de alimentação, o uso frequente de antibióticos e de probióticos - suplementos de bactérias boas para nossa microbiota -, e as infecções gastrointestinais ao longo da vida também podem influenciar o funcionamento do nosso intestino. Uma dieta pobre em fibras (encontradas em frutas, verduras, legumes, grãos integrais, sementes) pode ter consequências negativas sobre a qualidade e quantidade da microbiota em longo prazo.

Alguns estudos científicos encontraram resultados positivos com o uso de probióticos: melhor reconhecimento das emoções no cérebro, diminuição da ansiedade e depressão, da depressão em mulheres pós parto, melhor qualidade de vida, diminuição da hipersecreção do cortisol e sintomas de estresse, e até melhora da cognição e memória.

Os estudos foram feitos com várias metodologias, com números diversos de participantes e com algumas limitações, mas nos mostram um caminho promissor a ser mais estudado para que tais associações possam ser confirmadas.

Portanto, diante de toda essa importância, não deixe de cuidar do seu intestino e da sua saúde mental! Busque ajuda profissional especializada para ajustar o que for necessário.

Gostou desse conteúdo?

  • Para cima
    57%
  • Down
    43%

Leia Também